Nova política: o plano gratuito passará a ter limitação de faturamento máximo

Comunicamos que a partir de 01 de outubro de 2021 um novo limite de faturamento será adicionado nas lojas grátis. Ao atingir um faturamento de R$2.000,00 (dois mil reais) em pedidos pagos no mês, o painel de controle terá suas ações restritas, porém sua loja continua no ar. :slight_smile:

Esse é um valor de faturamento que demonstra que sua loja já decolou e está pronta para subir de plano, com mais visitas, mais formas de pagamento, mais aplicativos e quantidade de produtos.

Você também pode esperar o ciclo do seu plano virar e o limite será reestabelecido, ok?

O motivo desta nova política, que limita os recursos do painel baseado neste valor de faturamento, é para garantir que você consiga extrair o máximo da Loja Integrada em cada um dos planos disponíveis.

Ficou com alguma dúvida sobre o novo limite de faturamento?

Acesse o nosso FAQ clicando aqui.

4 curtidas

O parquinho vai pegar fogo!
Mas concordo, reciprocidade, né?

Seria bom fixar esse tópico por algum tempo.

2 curtidas

Objetivo do plano grátis é incentivar os sonhos e fazer com que todos possam começar a vender online sem nenhum custo de mensalidade, mas entendemos que para o negócio continuar decolando nossas outras ferramentas irão ajudar muito mais! :rocket:

Boa! Já fixei aqui e, logo logo todos irão receber comunicado diretamente do painel.

4 curtidas

Então, em primeiro lugar 2000 reais é muito pouco para se considerar que uma loja grátis “decolou”. Em segundo lugar, o fato de ter o plano grátis direito apenas a 5000 visitas já era um obstáculo grande. Então, sabe o que vai acontecer? As pessoas vão migrar, cair fora, dar o pira desta plataforma. E, infelizmente, eu acredito ser uma delas. Fazer o que…

9 curtidas

No meu caso que iria começar a venda Celulare, passei o mês ajeitando a loja, comrprei um tema e tudo, cadastrei os produto, e agora vou sair, um produto é ja bate esse valor, ficou inviavel e no plano pago tem outras plataformas que batem de frente com a LI.

7 curtidas

Concordo que reciprocidade seja tudo, porém o valor estabelecido é baixíssimo para determinados segmentos!

6 curtidas

Sério mesmo pessoal?
Estamos falando de 2,5%, isso é tão impactante, a ponto de desistir de usar a plataforma?
Isso se o faturamento chegar 2000, agora se vender mais, isso fica praticamente irrisório.

Qual outra plataforma tem plano gratuito para começar?

8 curtidas

Esta postagem foi sinalizada pela comunidade e está oculta temporariamente.

8 curtidas

Temos 1 mês para migrar de plataforma então. Não quero correr o risco de ser bloqueado, e ao mesmo tempo não estou seguro de poder pagar mensalmente.

Para não ser injusto com quem vende altos valores (colocar limite de faturamento), ou quem vende muita quantidade (colocar limite de vendas), poderiam ter pensando em “deixar o primeiro ano grátis”, isso sim seria tempo para a loja decolar, criar raízes e dai sim começar a pagar pelo serviço.

Eu fico 3 meses sem vender, dai 1 mês vende bem e tenho o bloqueio. Realmente, sem condições.


E lembro que nas minhas pesquisas, entre as plataformas pagas existem outras melhores, muito melhores. Optei por aqui por dar uma chance de crescimento sem custo - por sorte estou a dois meses apenas, não perderei muito migrando.

4 curtidas

@Leonardo_Vicentini_F a plataforma E-com Club oferece plano grátis também.
Inclusive tem muitos ex lojistas da Loja Integrada com loja nesta plataforma.
Para quem se interessar neste link tem mais informações:

A plataforma CartX não cobra mensalidade no plano Light.
Apenas uma comissão de 2,5% por vendas através da plataforma.

Oferece as seguintes funcionalidades no plano Light (grátis):

  • Produtos Ilimitados;
  • Visitas ilimitadas;
  • SSL grátis;
  • Aplicativos e integrações;
  • Temas;
  • Cupons de desconto;
  • Recuperação de carrinhos.

Neste link vocês acessam os detalhes de cada plano:

Façam um comparativo com a LI e vejam onde está mais vantajoso.
Loja Integrada está se tornando mercenária, tudo tem que pagar. Até recursos básicos, oferecidos de graça em outras plataformas.

3 curtidas

@Pedro interessante, gostei desta, tem uma com e-com plus que promete muito!

O argumento que a LI está usando para adotar essa nova prática não faz sentido, pois uma loja virtual que fatura R$ 2.000,00 não fica com R$ 2.000,00. Todos nós sabemos disso!
Em uma compra existe a subtração da taxa de intermediação dos meios de pagamento e o valor do frete.
Exemplo:
Se uma loja fecha 10 pedidos de R$ 200,00 no mês e em cada pedido parcelado em 3x sem juros ela paga uma taxa de 9% ao intermediador =R$ 182,00 - R$ 30,00 de Frete = R$ 152,00.
Ou seja, sobrou para o lojista R$ 152,00. Desse valor ele tem que separar os custos fixos, os custos variáveis e o valor de reposição do produto.
Então o faturamento líquido desta loja não é R$ 2.000,00 e sim R$ 1.520,00 para custear toda a manutenção do negócio.
Uma loja que ganha R$ 1.520,00 líquido por mês está apta a adquirir mais um custo como a Loja Integrada está falando?
Vamos nos colocar um pouco no lugar do outro. Nossa loja começou no Plano Grátis e hoje estamos no plano Pro 2.
Passei por todas as etapas de crescimento e sei da importância de um plano grátis para quem está iniciando.
É muito fácil para LI vir com esse discurso, quando não se está dentro da realidade do outro.
Vamos ter mais empatia, acho que a LI deveria fazer um exame de consciência.
Se é que no meio corporativo existe consciência, por trás de toda loja virtual existem pessoas não só números.

10 curtidas

@clara vamos ser sinceros!
O objetivo real com essa mudança é aumentar o faturamento da Loja Integrada.
Porque se fosse realmente para incentivar os sonhos e o crescimento dos lojistas não haveria cobrança no Plano Grátis.
Essa limitação é quase que uma ameaça, pois quem quer ter o seu painel bloqueado?
Isso força o lojista a pagar um plano antes do amadurecimento do negócio.
Qual o sentido de uma loja continuar no ar vendendo se o lojista não pode acessar o painel adm para preparar o envio dos pedidos?
Isso só vai gerar mais problemas para o lojista.
Incentivo ao sonho e crescimento é liberar recursos básicos que ajudam no aumento das vendas e em outras plataformas são disponíveis em planos grátis.
Exemplo: Recuperação de carrinhos.

15 curtidas

Oi lojistas,

Estou lendo todos os feedbacks, viu?!

Entendo a percepção de vocês e o meu papel é compartilhar com os responsáveis o ponto de vista que vocês tiveram quanto a essa mudança e como impacta no negócio de vocês. Não deixarei de fazer isso!

1 curtida

Realmente o valor de 2000 como limitador é muito baixo. Até pq, lojas q estão no início, têm o faturamento bem variável. Mêsvende bem, outros nem tanto, alguns nem vendem. Sem falar q o bloqueio de funções pode levar a loja a perder vendas e consequentemente migrar p outras plataformas. Lojas iniciantes precisam de incentivo p crescer e permanecer! O ideal seria não ter este valor de limite, mas espero q, no mínimo, repensem esse valor e aumentem consideravelmente.

5 curtidas

Na boa, povo não da valor no que é grátis, e outra quem se propõem em montar um negocio e não tem 49,00 para pagar plano pro, aconselho iniciar seu negocio em um marketplace ML por exemplo, vendo que se nao tiver pelo menos 100 visitas diárias o negocio não se sustenta.

6 curtidas

Eu que estou chegando agora nesta plataforma, vendo isso me causa um certo espanto e me vem uma pergunta, será que fiz a escolha certa? Enfim. Limitar quem está crescendo, forçando a pessoa a algo que no momento ela está lutando pra crescer, isso causa um certo desânimo de continuar trabalhando com vocês. Principalmente pra nós que estamos no início, e isso não foi pensado, infelizmente :frowning:

5 curtidas

Então bem que podiam de vez em quando fazer algo pelo usuário. Hoje sou PRO3, mas já fui grátis por um tempão e preciso opinar.
Eu comecei alguns anos atrás na LI com o plano grátis. Foram vários meses, talvez mais de um ano, no grátis, aprendendo a vender. Em vários desses meses dessa jornada eu faturei mais de 2 mil no mês. E não era grana suficiente pra quase nada. Não dava fôlego pra pagar tudo e ainda investir em plano pago. Se naquela época eu tivesse esse limite de 2 mil mensais, hoje não estaria na plataforma, teria falhado e migrado pra outra ou até parado de vender.

Numa crise como estamos agora, é o pior de todos os momentos pra criar esse limite. Fretes estão caros, embalagens caras, dólar caro. Produtos encarecem por consequência e é fácil chegar nos 2 mil de limite em poucas vendas, sem de fato faturar muito mais que isso no mês como um todo. Dá pra estourar o limite, mas não passar muito dele.

A LI tem decepcionado. Até agora não vi a opção de pix com desconto no sistema. Se não me engano o Mercado Pago já ativou pix com tarifa zero ou algo assim.

A falta da forma de pagamento “Depósito” já me fez cogitar mais de uma vez sair da plataforma e continuo cogitando. Grande parte dos meus clientes querem pagar no depósito com desconto, mas pra conseguir isso preciso fazer várias manobras pouco práticas pra chegar no resultado. O que era pra ser rápido e simples, é um transtorno pro cliente e pra mim.

A cada dia que passa, surgem mais ferramentas pagas, mais limitações, mais “regras”, todas em prol da LI e que pouco facilitam a vida do lojista.

9 curtidas

@Eu_coleciono_dinossa concordo e entendo perfeitamente o que você diz.
Como disse acima também começamos aqui no plano grátis e hoje estamos no pro 2.
Sabemos a dificuldade que é para quem está começando no e-commerce.

Infelizmente existe uma romantização do e-commerce.
É muito fácil você achar conteúdo incentivando a abertura de uma loja virtual e das maravilhas de vender na internet, mas não vemos ninguém falando do quão é difícil essa caminhada, que não é só abrir uma loja online e sair vendendo horrores.
Se você não tiver dinheiro para investir inicialmente você tem que se virar nos 30 e fazer de tudo um pouco.
Não dizem que a maior parte das lojas virtuais não passam do 2º ano de vida.

É muito fácil virem pessoas e criticar quem começa no plano grátis e no momento não tem condição de pagar o plano Pró.
“Parabéns” para quem pode começar uma loja virtual contratando uma agência de marketing, contratando um plano Pró, comprando tema, pagando ferramentas adicionais para ajudar na conversão de vendas e etc.
Sendo que infelizmente a oportunidade não é igual para todos.
Quem não tem as mesmas oportunidades tem que meter as caras e fazer de tudo um pouco se quiser ver a loja funcionar, vender e prosperar neste meio tão concorrido.

Na realidade nós lojistas somos os que menos lucramos com essa operação.
O verdadeiro lucro fica na mão dos prestadores de serviço para o e-commerce: Plataformas, intermediadores de pagamentos, programadores, profissionais de marketing, analistas de SEO e etc.

Então é muito fácil criticar quando não se vive a realidade do outro, quando se está preso na sua bolha e não se consegue enxergar além.

Estamos com alto índice de desemprego no país e um alto incentivo para as pessoas se tornarem MEIs, sem dar o suporte mínimo.
O que não falta é publicidade incentivando as pessoas a abrir loja virtual, muitos desempregados estão correndo para o meio digital sem nem entender o básico, enquanto as empresas estão lucrando em cima dessa ignorância e desespero.
Quantos neste momento não estão começando um e-commerce com uma miséria de indenização que receberam.
Está na hora das pessoas pararem de defender plataforma exploradora e olhar um pouco mais para as diversas realidades que temos no Brasil.
Não é porque hoje posso pagar um plano Pró, que irei criticar quem não pode. Quem não tem as mesmas condições.
Desculpa o desabafo, mas existem certas coisas que lemos que não podem ficar sem resposta.

8 curtidas