Excluir CPF da barra, onde aparece nome de loja direitos autotais

Pessoal estou configurando uma loja Virtual, estou usando o modo gratis, até configurar. Porem no roda pé aparece meu nome e CPF, gostaria de saber se tem como excluir, ou só no modo pro.

Estes dados são obrigatórios. Podem ser feitas alterações em “dados da loja” que está no menu da “rodinha dentada” no canto superior direito do seu painel administrativo, mas sempre tem que ter um CPF.

Amigo estas dados são obrigatórios de acordo com a Lei 7.962/13 - Lei do E-commerce
São três as frentes prioritárias da Lei do e-commerce:
Informações claras e visíveis;
Atendimento ágil e eficaz;
Direito de arrependimento.

Mas o que precisa ser apresentado de forma clara e visível?

Endereço físico da empresa: O endereço onde a empresa está registrada comercialmente deve ficar visível no rodapé de todas as páginas.
Razão Social: Também no rodapé, a Razão Social (aquela registrada na Receita) deve estar visível.
CNPJ: Assim como a Razão Social, o CNPJ deve ser posicionado no rodapé de todas as páginas.
Telefone: O telefone da organização deve ficar visível no topo ou rodapé do seu site. Independente da legislação, expor o número de telefone é uma boa prática, pois deixa o usuário mais tranquilo na hora da compra.
E-mail ou formulário de contato: Da mesma maneira que o telefone é fundamental e obrigatório, expor o email (ou um formulário de contato) vai manter sua loja dentro dos requisitos da lei e deixará seu potencial cliente mais confiante da existência da loja.
Descrição detalhada dos produtos: O cliente deve ser informado em detalhes sobre o produto que está comprando. Já que não pode pegar o produto e experimentar é importante que ele saiba as medidas, os materiais, como manusear, como efetuar a limpeza/lavagem/manutenção e outras informações que sejam relevantes na hora da compra.
As formas de pagamento: As formas de pagamentos também têm de ser claras. Você deve indicar quais cartões aceitará e, se houver algum problema com a transação, é essencial que informe o cliente deste imprevisto.
Despesas e taxas adicionais na compra: Os valores do frete, seguro do produto ou qualquer outra taxa adicional não devem ficar “obscuros”. O cliente não pode ficar condicionado a pagar algo que não foi informado.
Prazo de entrega: A política de entrega adotada pelo seu e-commerce precisa ser clara e os prazos bem explicados.
Linguagem universal e acessível: Nada de termos técnicos, tudo tem de estar em linguagem acessiva a qualquer tipo de público. Essa dica é válida para estar dentro dos requisitos legais, mas também ajuda a vender mais: o cliente que não entende, não compra!
Contrato de compra: O contrato da compra deve ser apresentado integralmente ao cliente em alguma página do site.
Descrição e condições de uma oferta: Caso exista uma oferta, ela deve ser detalhada com todas as condições e limitações que possa ter, como período de validade, regiões atendidas e número máximo de unidades por cliente.
Resumo da compra no carrinho: O objetivo é mostrar ao cliente exatamente o que ele está comprado, oferecendo a possibilidade de se excluir algum dos itens selecionados.
Confirmação de compra: Após o pagamento é preciso informar ao cliente que a compra foi realizada com sucesso, pelo próprio site ou via e-mail (recomendamos fazer ambos).
Condições de troca e devolução: Devem estar visíveis e bem explícitos, para o cliente não ser surpreendido.

fonte: www.ecommercebrasil.com.br